Rabanadas tradicionais

Chegamos ao último dia do ano de 2015! E além dos votos de um 2016 cheio de alegrias, inspirações, e sabores deliciosos, para fechar o ano com um dos pratos mais tradicionais dessa época, hoje deixo aqui uma receita de rabanada. Sabe, vou falar uma coisa para vocês, confesso que já tentei fazer rabanada de diversas formas: assada para ficar mais saudável, já usei açúcar cristal no lugar do refinado porque ouvi dizer que ficavam mais gostosas, e já tentei até usar brioche, para dar uma variada no sabor. Mas não existe nada como uma boa rabanada tradicional, macia e suculenta. A assada ficou super seca, a que usei açúcar cristal ficou com uma crosta muito crocante e densa demais, e a feita com brioche até que fica gostosa, mas não tem o gostinho da rabanada que meu avô costumava fazer pra gente no revéillon. Bom, depois de várias experiências, constatei que a melhor rabanada é aquela feita da forma mais simples mesmo, com pão francês amanhecido, açúcar refinado, e canela. Então aí vai a receita tradicional!

Ingredientes

– 3 pães franceses amanhecidos.
– 2 xícaras de chá de leite.
– 1/2 lata de leite condensado.
– 1 canela em pau.
– 1 colher de café de essência de baunilha.
– 1 colher de café de noz-moscada relada na hora.
– 3 ovos.
– o quanto baste de óleo para fritar.
– 1/2 xícara de chá de açúcar.
– 2 colheres de chá de canela em pó.

 

Modo de Preparo: em uma panela, misture o leite com o leite condensado, a canela em pó, a baunilha e a noz-moscada. Leve ao fogo, mexendo até ferver. Assim que ferver, desligar o fogo, deixar esfriar, e levar à geladeira por no mínimo duas horas, para apurar o sabor. Tirar da geladeira e passar para uma tigela, coando. Reserve. Corte os pães em fatias médias. Reserve. Em outra tigela, bata os ovos com um garfo até ficar uma mistura homogênea. Leve uma frigideira com óleo ao fogo para aquecer. Na tigela com o leite, coloque algumas fatias de pão e deixe de molho por alguns segundos. Em seguida, escorra o excesso do leite. Passe as fatias pelos ovos batidos e coloque imediatamente na frigideira. Deixe cada lado dourar por aproximadamente 2 minutos. Retire as rabanadas com uma escumadeira e transfira para um prato forrado com papel-toalha. Se o óleo ficar muito sujo, passe-o por uma peneira forrada com papel-toalha. Num prato fundo, misture o açúcar e a canela. Polvilhe as fatias com a mistura. Sirva a seguir.

Dicas

Eu gosto das rabanadas bem molhadinhas, então deixo o pão de molho por alguns segundos no leite. Se você prefere as rabanadas mais sequinhas, apenas molhe as fatias de pão no leite, passando logo em seguida no ovo.

Se fizer as rabanadas no dia anterior e mantê-las na geladeira durante a noite, elas ficarão mais úmidas e saborosas.

 

Anúncios

Geleia de pimenta

IMG_9155Posso dizer que não sou uma pessoa muito resistente à pimenta. Geralmente não me arrisco nas pimentas dos restaurantes baianos, indianos, tailandeses… Sempre peço os pratos que têm níveis mais baixos de “picância”. No entanto, aos poucos, estou me forçando a experimentar mais os temperos mais ardentes! E acho que estou progredindo, pois não me imaginaria a tempos atrás, comendo uma geleia de pimenta. E não é que hoje em dia eu adoro?! Bom, primeiro que ela é agridoce, picante e adocicada ao mesmo tempo, e eu amo esse contraste! Segundo que ela não é tão forte assim, pelo menos para o meu paladar atual. E terceiro que ela vai bem com tudo, com doces, com queijos, com carnes, ou até mesmo para comer com uma torradinha. Tem como não gostar?!

Rende aproximadamente 200g.

Ingredientes:

– 2 pimentas dedo-de-moça.

– 200ml de suco de laranja.

– 1 xícara de chá de açúcar.

– 1 maçã sem casca ralada.

– 1 dente de alho amassado.

– sal a gosto.

Modo de preparo: Cortar a pimenta dedo-de-moça ao meio e com a a ajuda de uma colherzinha de café ou faca, remover as sementes. Cortá-las em pequenos cubos. Em uma panela, juntar a pimenta picada com o suco de laranja, o açúcar, a maçã ralada, o alho e o sal. Misturar bem até diluir o açúcar. Levar para cozinhar em fogo baixo por aproximadamente 40 minutos, ou até ficar em ponto de geléia. Passe para um pote de vidro esterilizado e com tampa. Conservar em geladeira por no máximo 15 dias.

Dicas

Eu, que não sou muito resistente a pimenta, acho a ardência dessa receita bem leve. No entanto, se achar muito picante, pode acrescentar água ou mais suco de laranja. Se achar muito leve, pode carregar mais na pimenta ou até mesmo acrescentar algumas sementes à receita.

Pode ser utilizado qualquer tipo de maçã. Eu costumo usar a fuji.

Eu reutilizo potes de vidro para conservas e geleias feitas em casa. Porém, primeiro eles devem ser muito bem esterilizados. Para isso, leve bastante água para ferver numa panela grande; coloque o vidro e sua tampa na panela e deixe ferver por no mínimo 15 minutos. Após retirar o vidro da água quente, não coloque em nenhuma superfície muito gelada, pois o vidro pode estourar. Espere o pote esfriar para utilizá-lo.

Arroz com lentilhas (mjadra)

Pensando no almoço, querendo algo prático, que não me tome muito tempo e que não suje muita louça. Falo comigo mesma: será que isso existe?! Então abro a despensa e dou de cara com um saquinho de lentilhas. Logo me veio à cabeça o mjadra, ou arroz com lentilha. O mjadra tem origem persa e seu nome pode variar de acordo com o país (kushari no Egito, mudardara na Síria), assim como o seu preparo. Para esta receita, fiz um apanhado dessas variações de preparo e criei o meu próprio prato, que ficou digamos assim, meio abrasileirado!

Ingredientes:

– 1 1/2 xícara de lentinhas cruas lavadas e escorridas.

– 1 1/2 xícara de arroz cru.

– 1/4 de xícara de cebola em cubos para o refogado.

– 1 dente de alho.

– 1 colher de chá de sal.

– pimenta do reino a gosto.

– 1/2 cebola grande cortada em tiras para a decoração.

– aproximadamente 6 xícaras de água fervente

– azeite.

Modo de preparo: Em uma panela esquentar aproximadamente 2 colheres de sopa de azeite e refogar 1/4 de xícara de cebola até começar a ficar transparente. Adicionar 1 dente de alho e refogar até dourar. Em seguida, misturar 1 1/2 xícara de lentilhas lavadas e escorridas e temperar com 1 colher de chá de sal e pimenta do reino a gosto. Fritar um pouco as lentilhas no azeite com o refogado, e adicionar 3 xícaras de água fervente. Cozinhar as lentilhas até que elas fiquem macias, porém, não muito moles pois ainda irão cozinhar com o arroz. Assim que as lentilhas estiverem macias, adicionar a 1 1/2 xícara de arroz e misturar bem. Adicionar água fervente  até mais ou menos 2 dedos acima do nível da mistura. Deixe levantar fervura em fogo alto e quando a água estiver nivelada com o arroz, abaixe o fogo e tampe a panela até secar.

Enquanto o arroz com lentilha não fica pronto, faça as cebolas para colocar por cima: em uma panela, aqueça bem aproximadamente 2 colheres de azeite e jogue 1/2 cebola grande cortada em tiras. Tempere com sal e frite até ficar bem dourada. Retire do azeite com uma escumadora e escorra em papel toalha. Quando o arroz com a lentilha ficar pronto, jogue a cebola frita por cima. Simples, né?

Dicas:

Se a água do arroz secar e ele ainda estiver duro, vá adicionando água fervente até que fique pronto.

Se tiver em casa e preferir, substitua a pimenta do reino por uma pitada de pimenta síria.

Eu adicionei algumas gotas de molho shoyu (umas 5 gotas) e 1 colher de chá rasa de açúcar mascavo na hora de fritar a cebola. As tiras ficaram bem douradas e meio adocicadas. Gostei!