Chuleta com batatas rústicas e molho barbecue

Quem adora carne levanta a mão! 🙋🏻Eu gosto muito, e quando o dia está assim então, nublado e mais friozinho, da ainda mais vontade de comer um daqueles bifes bem suculentos! Por isso,  hoje vou postar uma receita bem prática, rápida e saborosa de carne: chuleta com batatas rústicas e molho barbecue. Como os acompanhamentos – as batatas rústicas e o molho barbecue – já postei aqui outro dia, fica bem mais fácil. É só dar uma olhada no preparo de carne, que é super simples, e pronto!

Ingredientes

– a quantidade que desejar de chuleta.

– manteiga em temperatura ambiente.

– sal grosso.

– tomilho.

Modo de preparo: passar 1/2 colher de sobremesa de manteiga em temperatura ambiente nos dois lados da carne. Para facilitar,  use as costas da colher, como mostra o vídeo. Em seguida, tempere com o sal grosso e tomilho. Deixe descansar por alguns minutos para pegar o sabor do tempero. Esquente bem uma frigideira antiaderente, unte a frigideira com meia colher de chá de manteiga e frite a chuleta por aproximadamente 1 minuto e 30 segundos de cada lado. Coloque em um refratário, regue com um pouco do molho barbecue e leve ao forno pré-aquecido a 200°C por 8 minutos. Sirva em seguida com batatas rústicas.

 

Dica

O sal grosso pode ser substituído por sal refinado.

O ponto da carne depende da sua preferência e da altura do bife. Se gosta de carne mais bem passada, o tempo de forno pode ser maior. Se o bife for mais alto que o utilizado na receita, o tempo de forno também pode variar. O tempo especificado na receita é para um bife baixo, ao ponto.

Se quiser servir sem o molho barbecue, apenas  com o tempero de manteiga e ervas, também fica ótimo! Aliás, se quiser, pode acrescentar alecrim ao tempero. Achei melhor temperar apenas com tomilho porque as batatas já levam alecrim.

Assista ao vídeo da receita:

Anúncios

Batatas rústicas assadas com alecrim

Aperitivo ou acompanhamento? Eu amo essas batatas de qualquer jeito, seja no happy hour, tomando uma cervejinha gelada, ou acompanhando carnes, aves ou peixes, elas sempre são muito bem-vindas. Além de super saborosas e perfumadas, elas são mais saudáveis que as batatas fritas, pois são assadas no forno. Eu usei apenas alecrim para aromatizá-las, porque era a única erva que eu tinha em casa. Mas você também pode usar tomilho, sálvia, e pode colocar alguns dentes de alho (com casca) para assar junto com elas, que também fica uma delícia!

Ingredientes

– 3 batatas lavadas com casca ( pode ser qualquer batata, eu prefiro usar a asterix).

– 3 ramos de alecrim.

– 3 colheres de sopa de azeite.

– sal grosso a gosto.

Modo de preparo: Preaqueça o forno a 210 °C (temperatura média). Lave e seque bem as batatas e o alecrim. Numa tábua, corte as batatas em gomos (no sentido do comprimento, corte em metades até formar gomos na espessura que desejar. Transfira os gomos para uma panela, cubra com água e tempere com uma colher de chá de sal (eu uso sal grosso mas pode ser sal comum). Leve ao fogo alto e, quando água começar a ferver, deixe cozinhar por 5 minutos. Retire do fogo, passe as batatas para uma peneira e deixe por alguns minutos para escorrer bem a água. Transfira para uma assadeira, junte o alecrim, e regue com o azeite. Misture bem para envolver as batatas com o azeite. Espalhe os gomos por toda a assadeira, sem encostar ou sobrepor um no outro. Tempere com sal grosso. Leve ao forno preaquecido para assar por cerca de 40 minutos. Na metade do tempo, vire os pedaços com uma pinça. Também é bom mexer um pouco (chacoalhar) a assadeira de vez em quando para que as batatas não grudem. Retire do forno, disponha sobre papel toalha por alguns segundos, para ficarem bem sequinhas, e sirva em seguida!

Dica

A quantidade de batatas depende do tamanho da porção que você depende fazer.

Assista o vídeo da receita

Pãozinho com mozzarella, alho e ervas

A semana mal começou e já terminou. Um feriado prolongado assim no meio do ano, quando a gente já está pedindo férias, cai muito bem, né? E o que cai bem também e combina perfeitamente com véspera de feriado, são esses deliciosos pãezinhos, que são ótimos para petiscar! Apesar de ter que sovar a massa e esperar o tempo de fermentação, eles são bem simples e fáceis de fazer. Os meus já estão aqui, prontinhos, só esperando o happy hour para serem devorados! 😍 🍺

Para a massa

– 1 3/4 xícara de chá de farinha de trigo.

– 1 colher de chá de fermento seco instantâneo.

– 1/2 colher de chá de sal.

– 1 colher de sopa de azeite extravirgem.

– 1/2 xícara de chá de água quente.

Modo de preparo: juntar a farinha, o fermento e o sal em uma tigela grande e abrir uma cavidade no centro. Adicionar o azeite e a água e misturar até formar uma massa homogênea. Sovar em uma superfície enfarinhada por 5 a 10 minutos, até a massa ficar macia e elástica. Colocar em uma tigela untada com azeite e cobrir com filme plástico. Deixar descansar em local aquecido por cerca de 1 hora ou até dobrar o volume.

Preaquecer o forno a 220º e untar a forma. Dividir a massa em 8 partes iguais,  modelar os pães em bolinhas e dispor na forma afastados uns dos outros, pois irão crescer. Passar para a parte da cobertura.

Para a cobertura

– 2 colheres de sopa de azeite extravirgem.

– 2 dentes de alho amassados.

– 150 g de mozzarella fatiada.

– pimenta-do-reino a gosto.

.- Alecrim e tomilho

Modo de preparo: misturar o alho com o azeite e espalhar sobre os pãezinhos. Cobrir com o queijo e temperar com pimenta-do-reino. Assar por cerca de 15 minutos ou até dourar e gratinar o queijo. Retirar do forno e salpicar tomilho e alecrim. Servir em seguida!

Dicas

Podemos fazer outras variações de cobertura, ao invés de tomilho e alecrim, podemos salpicar salsinha sobre o queijo, por exemplo. Também fica uma delícia!

Focaccia com sal grosso e alecrim

Continuando no clima italiano, resolvi postar hoje outra receita que, assim como o pavê de maracujá,  já se tornou um clássico aqui em casa, a focaccia com sal grosso e alecrim. A focaccia é um tipo de pão italiano mais fino, semelhante a massa de pizza. Sua espessura tem no máximo 02cm e a sua textura, macia por dentro e crocante por fora, é uma delícia! Faço sempre e vai muito bem como aperitivo ou antepasto e dependendo do clima, acompanhada por uma cerveja gelada, ou por um vinho tinto. Não sou muito de fazer pão, sou cliente de vários lugares que oferecem pães maravilhosos, mas pra mim, a focaccia comprada não é nada comparada à caseira. Além disso, ela deixa um cheirinho delicioso de alecrim na casa enquanto está assando…

E pra quem tem medo de fazer pão porque acha que é complicado, porque tem o tempo de fermentação, porque tem que sovar, etc, essa receita – que peguei do site da Rita Lobo – é super detalhada, não tem erro.

Para o fermento

Ingredientes

– 1 xícara  de chá de farinha de trigo

– 1 tablete de fermento biológico

– 1 colher de sopa de mel

– 2 colheres de sopa de azeite

Modo de Preparo: levar 1 1/2 xícara de chá de água ao fogo, apenas para amornar, sem deixar ferver – caso contrário, o calor irá matar o fermento em vez de ativá-lo. Numa tigela, misturar o fermento com o mel, até ficar liso. Dica: unte com óleo (ou azeite) a colher de sopa para medir o mel, assim ele não fica grudado. Juntar a metade da água e 1 xícara de chá de farinha de trigo na tigela com o fermento. Misture bem e regue com o restante da água e junte o azeite. Mexa bem até que a mistura fique lisa. Tampe com um prato e deixe descansar por 30 minutos.

Para o pão

Ingredientes

– 1 1/4 de xícara de chá de farinha de trigo

– 1 1/4 de xícara de chá de farinha de trigo integral

– 2 colheres de chá de sal

Modo de Preparo: numa tigela grande, misturar as farinhas com o sal. Juntar o fermento preparado e misturar bem com as mãos, até obter uma massa lisa. Nesse ponto, ela fica bem mole, grudando nas mãos. Transferir a massa para uma superfície bem enfarinhada e sovar por 10 minutos, juntando mais farinha até dar o ponto, que é quando a massa desgruda das mãos. Em seguida, untar uma tigela grande com um pouco de azeite e colocar a massa para descansar e crescer por 1 hora. Cubra com um pano de prato limpo e úmido.

Para a cobertura e montagem

Ingredientes

– 1 ramo de alecrim

– 1 colher de chá de sal grosso

– 3 colheres de sopa de azeite

Modo de Preparo: preaquecer o forno a 180 °C (temperatura média). Numa assadeira antiaderente de cerca de 30 x 25 cm, espalhe 1 colher (sopa) de azeite. Transferir a massa para a assadeira, virando a tigela delicadamente. Unte as pontas dos dedos com azeite e vá fazendo furinhos na massa ao mesmo tempo que espalha, dando um formato ovalado. Não é necessário cobrir todo o fundo. Distribuir uniformemente os ramos de alecrim e regar com o azeite restante. Com a ponta do dedo, espalhe mais um pouco de azeite nos raminhos de alecrim. Polvilhe com o sal grosso. Levar ao forno para assar por 30 minutos ou até que as bordas fiquem douradas.

Dica

Da primeira vez que eu fiz, não tinha a farinha integral em casa, então utilizei apenas a farinha de trigo comum. Deu tão certo e ficou tão boa, que desde então não faço de outra forma! Porém, se você quiser uma versão um pouco mais saudável, é só seguir a receita original.