Banana caramelada com suspiro

Lembra daquele suspiro que postei no instagram do QTMDC na semana passada? Então, olha só o que fiz com ele! Que tal começar a semana com esse doce rápido, que leva pouquíssimos ingredientes e que fica uma delícia?

INGREDIENTES
– 5 bananas-nanicas
– 2 xícaras de chá de açúcar
– 2 xícaras de chá de água
– 3 claras 

MODO DE PREPARO: preaqueça o forno a 180 ºC (temperatura média). Numa panela média, coloque a metade do açúcar. Leve ao fogo alto e, quando começar a formar um caramelo, retire do fogo e coloque a água de uma vez. Abaixe o fogo para médio e, com uma colher, misture até dissolver. Coloque as bananas neste caramelo e deixe cozinhar por cerca de 5 minutos com a panela tampada. Retire as bananas da panela e transfira para um refratário que vá do forno à mesa. Reserve.

Na batedeira, coloque as claras e bata até o ponto neve. Adicione aos poucos a xícara de açúcar restante, batendo entre cada adição. Espalhe as claras por cima das bananas. Leve o refratário ao forno preaquecido para assar até que comece a dourar. Retire do forno e sirva quente.

DICA

Ele fica mais gostoso servido quente, mas também pode ser servido gelado! É só deixar esfriar e levar à geladeira após retirar do forno.

 

 

 

 

 

 

Anúncios

Suflê de goiabada cascão com calda de requeijão

Nada como ganhar presente de quem conhece a gente melhor do que ninguém, né? Semana passada meu pai esteve em Minas Gerais a trabalho e na volta, trouxe umas coisinhas para mim: queijo canastra, goiabada cascão, e doce de leite Viçosa. Quase morri… É ou não é um presentaço?! Assim que recebi os “mimos”, comecei a pensar nas receitas que faria com aquelas delícias. Enquanto pensava, devorei metade do queijo, quase acabei com a goiabada, e o único que ficou intacto foi o doce de leite, que decidi manter fechado porque se abrisse, certeza que acabaria em menos de 1 hora. A metade que sobrou do queijo não sei se durará até eu descobrir um prato que seja digno de utilizá-lo… Com o doce de leite já decidi o que vou preparar, em breve vocês saberão! E com a goiabada, resolvi fazer esse suflê M A R A V I L H O S O que deixo hoje aqui. Acreditem, fica muuuito gostoso! A leveza das claras deixa a goiabada super suave, e o requeijão dá o equilíbrio perfeito! É fácil, vale a pena experimentar!

PARA O SUFLÊ

Ingredientes

– 1 1/2 xícara de chá de goiabada (300 g).

– 3 gemas.

– 6 claras.

– 2 colheres de sopa de açúcar.

Modo de preparo: preaqueça o forno a 180 ºC. Com um papel-toalha, unte com manteiga a lateral interna de cinco ramequins ou outra tigelinha refratária de borda alta, e polvilhe com açúcar cristal. Se preferir, use apenas um refratário grande de borda alta. Leve ao congelador. Na batedeira, coloque as gemas e o açúcar. Bata até obter um creme branco. Reserve. Coloque a goiabada num recipiente refratário para derreter em banho-maria. Para fazer o banho-maria, leve uma panelinha com um pouco de água ao fogo médio. Quando começar a ferver, abaixe o fogo e encaixe o recipiente refratário com a goiabada sobre a panela. A água não deve encostar no fundo da tigela, pois o calor do vapor é suficiente para derreter a goiabada. Mexa bem com uma espátula. Adicione a goiabada derretida ao creme de gemas. Mexa até a mistura ficar homogênea. Bata as claras em neve. O ponto não deve ser de clara muito firme, senão o suflê vai ressecar. Comece batendo em velocidade baixa e, quando espumar, aumente para média. Assim que as bolhas de ar próximas da parede da tigela sumirem e as claras ficarem marcadas pelo batedor, está pronto. Na tigela com o creme de goiabada, adicione 1/3 das claras em neve e misture bem. Incorpore o restante das claras e mexa delicadamente, fazendo movimentos de baixo para cima. Preencha o ramequim com a massa de suflê até escorrer. Nivele passando uma faca (com o corte para cima) para retirar o excesso. Passe a ponta do dedo polegar por toda a borda interna para retirar um pouquinho mais de massa – isso ajuda o suflê a crescer retinho. Leve ao forno preaquecido para assar por 15 minutos. Caso esteja usando um único recipiente grande, deixe assar por 30 a 35 minutos. Retire do forno e sirva imediatamente com a calda.

PARA A CALDA DE REQUEIJÃO

Ingredientes

– 1/2 pote de requeijão.

– 2 colheres de sopa de leite.

Modo de Preparo: Coloque os ingredientes numa panela pequena e leve ao fogo baixo para aquecer. Misture ligeiramente até obter um creme homogêneo. Retire a calda do fogo e sirva com o suflê de goiabada.

Dicas

Você pode fazer o suflê com qualquer goiabada. Eu utilizei a goiabada cascão por preferência.

A goiabada cascão é um pouco mais firme que as outras, e portanto, fica um pouco difícil de derreter em banho-maria. Eu levei alguns segundos ao microondas com duas colheres de sopa de água para que o processo ficasse um pouco mais rápido e fui mexendo até derreter por completo.

Pudim de claras

Domingo é dia das mães e, na minha opinião, a sobremesa que mais combina com esse dia, é pudim de claras. Acho que pelo fato dele ser doce, delicado, suave, macio, assim como a nossa mãe! Fora que a textura dele é inigualável, um pedacinho de nuvem que derrete na boca… Humm…! Definitivamente, pudim de claras me remete a carinho de mãe! Esse da foto fiz há algum tempo, foi o meu primeiro. Não ficou lá muito bonito, mas acreditem, o sabor estava maravilhoso. Pra quem quiser presentear a mãe com esse carinho em forma de sobremesa, aí vai a receita. Ela merece!

Para a calda

Ingredientes:

– 3/4 de xícara de chá de açúcar.

– 1/4 de xícara de chá de água.

Modo de preparo: dissolver a água com o açúcar em uma recipiente. Transferir a mistura para a forma onde o pudim será feito. Levar a forma ao fogo baixo até cozinhar sem mexer. A calda irá engrossar e ficar com uma coloração dourada. Esse processo levará de 8 a 10 minutos. Quando estiver no ponto, segurar a forma e ir girando para que a calda se espalhe por todo o fundo e laterais. Não se esqueça de usar uma luva ou proteger a mão com o pano de prato, pois a forma estará bem quente!

Para o pudim

– 5 claras.

– 1 xícara de chá de açúcar.

– 1 pitada de sal.

– água fervente.

Modo de preparo: bater as claras com 1 pitada de sal na batedeira em velocidade baixa. Assim que começarem a espumar, aumentar a velocidade até ficar em ponto de neve firme (cerca de 15 minutos). Acrescentar o açúcar aos poucos, sem desligar a batedeira. Bater até formar um merengue bem firme (aproximadamente 10 minutos). Transfira o merengue para a forma com uma colher de sopa. Vá fazendo por camadas: coloque uma camada, alise bem com a colher (pode até dar uma forçadinha para ele ficar bem compactado, mas não aperte muito para não tirar a fofura das claras) e depois dê umas batidinhas na bancada, para que o merengue se acomode e fique bem homogêneo. Quando finalizar as camadas, coloque a forma em uma assadeira retangular com a água fervente e leve ao forno pré-aquecido em temperatura baixa (150º) em banho-maria, por aproximadamente 1 hora, ou até que o pudim fique firme e dourado. Ele irá crescer bastante, porém, quando sair do forno voltará a altura original. Retirar do forno e aguardar uns 5 minutos antes de desenformar. Após desenformar, levar à geladeira.

Dicas

Passe uma faquinha de ponta arredondada nas laterais na hora de desenformar, pois as bordas costumam grudar na forma.

Desenforme o pudim em um prato com borda alta, pois a calda irá escorrer.

Eu usei uma forma pequena (20cm de diâmetro) para estas medidas, se quiser fazer um pudim maior, é só dobrar a receita.