Legumes crus com queijo de iogurte

Olá seguidorxs do QTMDC! Mais uma vez peço desculpas por ter ficado tanto tempo sem postar por aqui. Passei por momentos difíceis recentemente, com a partida do Billy, meu companheiro de quatro patas. Billy era um cocker dourado lindo e glutão, que eu chamava de meu co-piloto na cozinha. Era só eu começar a preparar algo que lá estava ele, deitado no tapete da cozinha a me observar, e a esperar algum petisco. Billy tinha um coração enorme, maior ainda que as orelhas! Porém, a idade fez com que esse grande coraçãozinho fosse ficando fraco, até parar. Foi uma convivência linda e deliciosa de 15 anos, e tenho certeza que vocês podem imaginar o quanto ele está fazendo falta. E a falta, faz com que a gente perca um pouco a vontade de fazer as coisas, mesmo aquelas que a gente mais gosta. E foi por isso que me ausentei um pouco do blog. Mas dizem que o tempo cura tudo, e dessa forma, aos poucos, estou tentando voltar à minha rotina… Ou melhor, aos poucos estou tentando criar uma nova rotina sem ele, o que tem sido bem doloroso, mas sei que de uma forma ou de outra ele estará sempre comigo!
A receita de hoje é como o Billy, linda e alegre! Sempre gostei de fazer palitos de cenoura e pepinos com molhinhos como petiscos para recepções e festas, e quando vi essa opção de queijo de iogurte como acompanhamento para os legumes em um dos episódios do Cozinha Prática da Rita Lobo, adorei. É muito fácil, você só precisa fazer com antecedência, pois o soro tem que ficar drenando por no mínimo 8 horas.

PARA O QUEIJO DE IOGURTE

INGREDIENTES

– 4 potes de iogurte natural (170 g cada)
– 1 colher de chá de sal
– folhas de hortelã picadas a gosto
– orégano a gosto
– azeite a gosto
–  sal a gosto

MODO DE PREPARO: forre uma peneira com um pano de algodão fino e limpo e apoie sobre uma tigela funda – se a tigela for rasa, o soro drenado fica em contato com o iogurte. Pode ser papel toalha ou filtro de café descartável também, eu testei e deu certo! Numa tigela, misture o iogurte com o sal e transfira para a peneira forrada. Leve para a geladeira e deixe drenar por 8 a 12 horas – o iogurte vai liberar o soro aos poucos e ficar com a consistência de uma coalhada firme. Se necessário, durante a drenagem, descarte o líquido para evitar o contato do soro com o iogurte. Assim que estiver firme, retire da geladeira.
Para temperar com hortelã: numa tigela pequena, misture metade do queijo com a hortelã picada e 1 colher de sopa de azeite. Prove e acerte o sal. Regue com um fio de azeite e decore com folhas de hortelã.
Para temperar com orégano: numa tigela, coloque cerca de 3 colheres de sopa de azeite. Com o auxílio de 2 colheres de sobremesa, raspe e modele o queijo, formando bolinhas. Transfira para a tigela com azeite, tempere com orégano a gosto e regue com mais um fio de azeite.
Eu fiz em 3 versões,  com hortelã, com orégano e puro, apenas com azeite.
Conserve na geladeira, coberto com filme, por até 5 dias.

PARA OS LEGUMES

INGREDIENTES

– 1 cenoura média
– 1 pepino japonês
– 1 pimentão amarelo
– 4 rabanetes pequenos

MODO DE PREPARO: lave e seque a cenoura, o pepino, o pimentão amarelo e os rabanetes. Descasque, descarte as pontas e corte a cenoura ao meio, no sentido da largura. Corte cada metade em fatias e as fatias em tiras. Descarte as pontas e corte o pepino ao meio, no sentido do comprimento. Com uma colher de chá, raspe e descarte as sementes do pepino. Corte cada metade ao meio, no sentido da largura e fatie em tiras grossas. Corte o pimentão ao meio, no sentido do comprimento. Corte e descarte as pontas, sementes e a parte branca do pimentão. Fatie cada metade em tiras de cerca de 1 cm de espessura. Mantenha a casca e parte da rama dos rabanetes. Corte cada um em quartos. Numa travessa grande, disponha os legumes fatiados e sirva a seguir com o queijo de iogurte temperado.

 

 

Anúncios

Onion Rings

Hoje é quinta-feira, o que quer dizer que já é quase sexta, e por isso já vai dando aquela vontade de que chegue logo o fim de semana pra gente comer uns petiscos  acompanhados por uma cervejinha bem gelada, né? Mas porque não aproveitar o alvoroço de fim de ano, sair da rotina, e começar a fazer isso hoje mesmo? Você pode começar a chamar o fim de semana com essa deliciosa receita de onion rings, ou seu você preferir, anéis de cebola! Foi a primeira vez que eu fiz, e apesar de fritura sempre dar um pouco de trabalho, eu achei super fácil. Levei uns 20 minutos para preparar, contando com os 10 minutos que os anéis de cebola têm que descansar no congelador, e mais uns 10 minutos para fritar. Ou seja, se você começar agora, em 30 minutos estará saboreando esses anéis de cebola deliciosos e super crocantes! Sim, eles ficam muito crocantes!

Ingredientes

– 2 cebolas grandes cortadas em anéis.

– 1 1/2 xícara de farinha de trigo.

– 1 1/2 xícara de farinha de rosca.

– 1 colher de chá de sal.

– páprica picante a gosto.

– 1 xícara de leite.

– o quanto baste de óleo de canola.

Modo de preparo: coloque a farinha de trigo em um refratário fundo, e tempere com 1 colher de chá de sal e com páprica picante a gosto. coloque a farinha de rosca em outro recipiente. faça a mesma coisa com o leite. Passe os anéis de cebola no leite. Em seguida, passe-os na farinha de trigo temperada, tomado cuidado para que eles fiquem totalmente envolvidos pela farinha. Banhe-os novamente e delicadamente no leite, e após, passe-os na farinha de rosca. Faça isso com todos os anéis. Coloque-os em um recipiente, e leve ao congelador por 10 minutos. Passados os 10 minutos, é só fritar em óleo quente. Para que fiquem bem sequinhos, a quantidade de óleo deve ser suficiente para cobrir os anéis. Seque em papel toalha e sirva em seguida.

 

Dicas

Para facilitar o processo, você  pode colocar a farinha de trigo temperada em um saco plástico e após banhar os anéis de cebola no leite, levá-los para o mesmo saco junto com a farinha. Segurar o saco fechando-o com uma das mãos, e sacudi-lo vigorosamente em todas as direções, até que a cebola esteja envolvida pela farinha. Retirar os anéis do saco, de depois de banhá-los novamente no leite, levá-los para outro saquinho com a farinha de rosca. Segurar o saco fechando com uma das mãos, e sacudi-lo vigorosamente em todas as direções. Assim você empana vários anéis de uma vez só!

Bolinho de arroz do Ritz

O Ritz é um restaurante muito conhecido aqui em São Paulo. A primeira unidade foi inaugurada em 1981, na Alameda Franca, no bairro dos Jardins. Hoje ele tem mais outras duas unidades, mas a minha preferida continua sendo a mais antiga. No cardápio super variado, entre outras coisas, um dos hits do Ritz 😛 é o bolinho de arroz! E outro dia, pesquisando sobre bolinhos na internet, não é que achei a receita do famoso bolinho? Aproveitei então que a Carol, uma de minhas irmãs, veio passar o sábado aqui em casa nesse final de semana, testei a receita para petiscarmos, e aprovamos! Realmente fica muito parecido com os bolinhos do Ritz, super sequinhos e gostosos! Aí vai a receita para quem quiser conferir.

 

Ingredientes

– 4 xícaras de chá de arroz cozido.
– 4 ovos.
– 1/4 de xícara de chá de farinha de rosca.
– 1 xícara de chá queijo parmesão ralado.
– 1/2 colher de chá de fermento em pó.
– 1/2 xícara de chá de salsinha.
– 1/2 xícara de chá de cebolinha.
– 1/2 colher de chá de sal.
– 1/4 de colher de chá de pimenta-do-reino.
– óleo para fritar.

Modo de preparo: Misturar todos os ingredientes em uma tijela. Com o auxílio de duas colheres, formar os bolinhos e fritar em óleo quente. Servir em seguida.

 

Dicas

Como de costume, resolvi dar o meu toque à receita. Adicionei um pouco de pimenta-dedo-de-moça aos outros ingredientes achei que combinou muito bem. Carol também gostou!

O bolinho de arroz vai muito bem acompanhado de molho inglês.

Para que fique sequinho, o óleo tem que estar quente e a quantidade deve ser suficiente para que o bolinho fique totalmente imerso.

Cogumelo paris recheado com cream cheese

Continuando na família dos cogumelos, começo a semana com uma receita que acabei de testar aqui em casa: cogumelos paris recheados com cream cheese. Além de possuir alto índice de concentração de proteínas, e por isso ser muito apreciado por vegetarianos, o cogumelo paris é riquíssimo em vitaminas e contém todos os complexos da vitamina B, trazendo vários benefícios à saúde. Possui também selênio, que atua na prevenção de problemas de tireóide e reforça o sistema imunológico. Além de tudo isso, essa receita é deliciosa, equilibrada, leve e fácil de preparar. É só misturar tudo e pronto! Vai bem como entrada ou como acompanhamento de carnes, por exemplo. Corre testar também!

Ingredientes

– 8 cogumelos-de-Paris (ou Portobello) graúdos.
– 200g de cream cheese.
– 10g de pimenta dedo-de-moça picada sem semente (aproximadamente 1 pimenta, grande).
– 10g de cebolinha brasileira picada.
– 15g de farinha de pão (bater duas fatias de pão de forma no liquidificador).
– Suco de meio limão.
– Sal a gosto.

Modo de preparo: limpe os cogumelos com papel toalha ou com uma pano limpo úmido para retirar a terra. Retire os talos e, com uma colher de chá, raspe os cogumelos removendo um pouco da parte preta, para poder recheá-los. Para o recheio, misture o cream cheese, a pimenta, o suco de limão, a cebolinha e sal a gosto. Recheie os cogumelos e coloque a farinha de pão por cima. Leve ao forno pré-aquecido para gratinar a 200°C por aproximadamente 30 minutos. Está pronto para servir!

Dica

Usei um pouco de queijo parmesão ralado sobre a farinha de pão para finalizar.

Shimeji ao molho agridoce

Não sei se já falei aqui, mas eu a d o r o shimeji!  Descobri esse receita há pouco tempo e desde então fiquei viciada! Faço pelo menos uma vez por semana, geralmente como uma entradinha, mas já fiz também como molho para acompanhar bifes de filé mignon e combinou muito bem!
Diferentemente do modo como é preparado na maioria dos restaurantes japoneses, ele não é feito no pappilote, mas na frigideira. O sabor, apesar de bem semelhante ao dos restaurantes, fica um pouco mais adocicado. A receita pode ser feita com o shimeji preto ou com o branco, e o preparo é super rápido!

Ingredientes

– 1 bandeja de shimeji.

– 1 colher de sopa de manteiga.

– 1 colheres de sopa rasa de açúcar.

– 1/4 de xícara de chá de molho de soja (shoyu) + 2 colheres

– Cebolinha picada

– Sal a gosto

Modo de preparo: coloque os cogumelos em um escorredor. Separe-os com a mão, torcendo a base. Joque as bases do shimeji fora. Após separados, passe o escorredor com o shimeji rapidamente pela água corrente. Deixe escorrer (os cogumelos costumam ser porosos, o que significa que eles absorvem água. E acabam soltando muito líquido durante o cozimento). Leve uma frigideira grande ao fogo alto. Quando aquecer, acrescente a manteiga. Acrescente o açúcar e depois o shimeji e deixe no fogo alto por três minutos. Não mexa com colher ou espátula (para não soltar mais líquido), apenas faça movimentos circulares com a frigideira. Transfira o líquido da frigideira para um recipiente. Reserve. Com a frigideira ainda no fogo, acrescente o molho de soja e o sal, e mantenha no fogo por mais um minuto. Com o fogo ainda ligado, transfira o shimeji para um refratário. Coloque o líquido do cozimento na frigideira com mais duas colheres de sopa de molho de soja e mexa engrossar. Regue o shimeji com o molho da frigideira e salpique com a cebolinha. Sirva quentinho!

 

Dica

Eu não coloco sal e fica bem equilibrado, já que o shoyu é bem salgado.

Flor de cebola

Essa semana vi uma postagem de flor de cebola no facebook e gostei tanto, achei tão bonita, que resolvi fazer para testar. E não é que, modéstia à parte, a minha ficou linda? E além de bonita, ficou uma delícia! Eu já adoro cebola assada, essa versão toda espetaculosa então… Virou a minha favorita. Ela não serve só como decoração não, pode ser servida como acompanhamento de carnes vermelhas ou peixes, pode ser servida com outros legumes assados, ou até mesmo como entrada ou petisco, para ser despetalada enquanto degustamos uma cervejinha gelada. Humm… Os amantes de cebola vão adorar! E como a explicação do modo de preparo é meio difícil de visualizar,  fiz um videozinho do passo a passo!

 

Para não ter erro, deixo a receita aqui por escrito também!

Ingredientes

– 1 cebola média descascada.

– 1 colher de sopa azeite.

– 1 colher de sopa de vinagre balsâmico.

– sal e pimenta-do-reino a gosto.

Modo de preparo: cortar a cebola em 4 partes (em cruz), sem deixar que a faca chegue até o fim, ou seja, a faca deve chegar até um pouco mais que a metade da altura da cebola, assim as partes ficarão presas pela parte de baixo, que permanece inteira. Cortar cada parte novamente ao meio, formando 8 partes. Banhar a cebola com 1 colher de sopa de azeite e 1 colher de sopa de vinagre balsâmico. Transferir a cebola para uma forma, despejar o molho que sobrou  sobre ela, e temperar com sal e pimenta-do-reino a gosto. Cobrir a forma com papel alumínio e levar ao forno pré-aquecido a 180°C por 35 a 40 minutos. Retirar do forno e abrir as pétalas manualmente.

Observações

Eu acabei esquecendo de ressaltar no vídeo, mas a cebola deve ser cortada em 8 partes, apenas até um pouco mais da metade da sua altura, ou seja, a faca não deve ir até o fim e ultrapassá-la totalmente. Dessa forma, as pétalas ficarão presas pela parte de baixo.

Usei uma cebola grande porque era a única que eu tinha à mão, mas acho que as flores ficam mais delicadas se forem feitas com cebolas médias.

A flor de cebola roxa também fica linda! O modo de preparo é igualzinho.

Pêra com mel e gorgonzola

IMG_8614Se tem uma coisa que eu adoro é a mistura de doce com salgado. Seja na entrada, no prato principal ou na sobremesa, a combinação desses sabores me encanta. Nesse sentido, um antepasto que eu adoro é pêra com mel e gorgonzola. Apesar de parecer um prato requintado, ele é bem simples de fazer. Essa receita, peguei no blog do Ráscal, uma rede de restaurantes bem conhecida aqui em São Paulo, que oferece uma buffet imenso de antepastos, onde a pêra com mel e gorgonzola está sempre presente. Eu sou fã! O sabor forte do gorgonzola é amenizado pelo doçura do mel, e a pêra assada no forno embebida pelo suco de laranja fica com uma maciez incrível. Se você também gosta do agridoce, não pode deixar de experimentar essa delícia!

Ingredientes:

– 1kg de pêra cortada ao meio sem miolo (usei a tipo Willians)

– 500ml de água

– 1 colher de sopa de suco de limão

– ½ xícara de chá de mel

– 1/4 de xícara de chá de suco de laranja

– 1/4 de xícara de chá de  gorgonzola

– 1 colher de sopa de cream cheese

Modo de preparo: Lavar bem e cortar a pêra ao meio (deixar o cabo). Com auxílio de uma colher de chá retirar uma parte do miolo. Deixar a pêra na água com suco de limão até finalizar a operação. Em uma vasilha colocar o mel e incorporar o suco de laranja até homogeneizar. Em uma forma colocar a pêra com a pele para baixo e pincelar com o mel. Levar a pêra ao forno pré aquecido a 200ºC por 30 minutos. Desligar e deixar a pêra murchar no forno fechado por aproximadamente 15 minutos. Em uma vasilha colocar o gorgonzola e o cream cheese. Misturar até homogeneizar. Retirar a pêra do forno, pincelar novamente com mel e rechear com gorgonzola. Levar ao forno pré aquecido 180ºC por mais 3 minutos. Depois é só saborear!