Festival de Sopas do CEAGESP

A dica boa de hoje tem tudo a ver com frio que tem feito aqui em Sampa, é o já conhecido festival de sopas do CEAGESP. O festival já virou destino fixo no meu roteiro de inverno e é só começar a esfriar que eu já fico com vontade de correr pro CEAGESP e me esquentar com as diversas sopas sempre deliciosas que o cardápio oferece. O festival surgiu a partir de uma das já tradicionais atrações gastronômicas de São Paulo nas décadas de 60 e 70: a sopa de cebola do antigo CEASA. No começo, o prato era servido apenas para os comerciantes, seus empregados e clientes, como um dos pratos do antigo restaurante que funcionava no local, mas ganhou tanta fama que começou a ficar conhecida também fora do CEAGESP, e logo conquistou o paladar dos amantes da boa gastronomia e boêmios, que buscavam opções de refeições na madrugada. Em 1.980 o restaurante que servia a sopa fechou, e em 2.009 – quase 30 anos depois – em razão das comemorações dos 40 anos do CEAGESP, foi criado o festival de sopas, cujo cardápio incluía a saudosa sopa de cebola. Desde então ela é o único prato fixo do cardárpio do festival, que acontece todo ano e tem, além da sopa de cebola, mais três opções de sopas, que mudam toda semana. O visitante pode saborear à vontade todos os tipos de sopa de buffet self-service, quantas vezes quiser, ao valor fixo de R$32,90. E a partir desse mês de julho até o final do festival, uma novidade: sopa delivery! As pessoas podem receber em casa todas as sopas, assim como as sobremesas e bebidas. O cardápio de sopas você pode acompanhar pelo site oficial do festival, assim como mais informações sobre o delivery. Se você ainda não conhece o festival de sopas do CEAGESP, ainda está em tempo! Ele acontece até 30/08 e funciona de quarta a domingo, a partir das 18h. Às quartas, quintas e domingo, até a meia-noite e às sextas e sábados até às 2h da manhã.

Festival de sopas CEAGESP
Av. Dr. Gastão Vidigal –  Vila Leopoldina, altura do nº 1.946,
Entrada pelo portão 4.
Estacionamento no local.

MoDi Gastronomia

Pode dar dica de fim de semana na segunda-feira?! 😁

Não consegui postar no final de semana, me perdoem. Prometo que depois posto uma receita bem gostosa para compensar a minha falha!

Há algum tempo tinha vontade de conhecer o restaurante MoDi. Confesso que o desejo vinha mais da arquiteta do que da blogueira amante da gastronomia, pois certa vez assisti uma matéria sobre o restaurante  e sobre o  edifício em que ele se encontra e me encantei. Situado na rua Alagoas, no bairro de Higienópolis, de frente para a charmosíssima praça Buenos Aires, fica o Edifício Paquita. O prédio, erguido nos anos 40, é um dos mais belos exemplares de edifício modernista de São Paulo. No térreo do edifício, circundado pela bela fachada de vidro e em meio aos pilares que sustentam o pé-direito duplo de 6m, está o MoDi. Embora tenha me interessado primeiramente pelo edifício, posso dizer que me impressionei igualmente com o restaurante. Nesse ambiente belo e aconchegante, a casa aposta na simplicidade. Despojado e de inspiração italiana, o forte do restaurante são as massas, feitas na própria casa. Com preços bem abaixo da média que a maioria dos restaurantes da região, os pratos variam entre R$25,00 e R$33,00, e a opção mais cara do cardápio é a paleta de cordeiro com massa, que sai por R$44,00. Uma ótima opção é o bigoli in salsa (foto), a R$29,00. O fusilli ao ragu de linguiça picante – nem tão picante assim -, a R$26,00 também é delicioso. O couvert de R$ 5 traz focaccia caseira e capponata. As entradas vão de R$ 7,00, como a sopa fria de beterraba, a R$ 17,00, como o crocante filé à milanesa com tomate. A minha preferia é o ravióli de gema caipira na manteira de trufas, a R$ 13,00. Entre as sobremesas, o cannoli siciliano (R$11,00) é sempre uma boa pedida!

MoDi Gastronomia
Rua Alagoas, nº475 – Higienópolis
São Paulo – S.P.
https://www.facebook.com/ModiGastronomia