Hot Pork – O cachorro-quente que faz a diferença

foto: fernanda serra azulSe você ainda não conhece a versão de cachorro-quente do Hot Pork, não sabe o que está perdendo. Nós o elegemos como o melhor cachorro-quente de São Paulo! Criado pelo chef Jefferson Rueda – também proprietário do restaurante A Casa do Porco – o lanche (R$15) leva pão de leite artesanal, salsicha 100% porco, picles de cebola roxa e pepino, catchup de tomate com maçã, mostarda com tucupi e maionese com limão. Tudo feito na casa, sem corantes nem conservantes. Além dessa combinação incrível de sabores, a montagem também não é nada tradicional. Bem diferente dos cachorros-quentes que estamos acostumados a consumir, onde tudo se mistura e vira uma coisa só. Os molhos do hot pork são pingados cuidadosamente sobre a salsicha, formando um desenho belo e harmônico, assim como os seus sabores. A lanchonete também oferece uma opção vegetariana, o not pork, onde a salsicha de porco é substituída por outra, à base de tofu e cogumelos. Para beber, além de bebidas tradicionais como água, refrigerante e cerveja, tem a sidra de hibisco com abacaxi (R$12) e a cerveja da casa (R$13). O ambiente, alegre e divertido, é projeto do arquiteto Rafic Farah e foi inspirado na obra “Cirque Calder”, do artista americano Alexander Calder. A cozinha é voltada para o pequeno salão, e as preparações ficam visíveis ao público. O Hot Pork é lugar para se conhecer!

Hot Pork 
Rua Bento Freitas, 454 – Centro
São Paulo – S.P.
Seg a dom das 12h às 23h

Hambúrguer de fraldinha

IMG_1948.JPGAproveitando que hoje é sexta-feira postiça, pois amanhã é feriado 😎, volto depois de algum tempo sumida para deixar aqui uma das receitas que as pessoas mais me pedem, a receita do meu hambúrguer. Parece que preparar hambúrguer é algo simples, apenas moldar a carne, fritar e pronto. Mas na prática não é bem assim. É claro que não é um prato complicado, é fácil de fazer, porém, o sabor vai depender do tipo da carne utilizada, do modo como você a prepara, do ponto da carne… Eu particularmente, adoro o meu bem alto e ao ponto para mal passado, pois fica beeem suculento e macio. Uso a fraldinha, que é uma carne que tem um pouco mais de gordura, o que é importante nesse caso, porque da mais sabor. Para o tempero, apenas sal, mas capricho nos adicionais: queijo, bacon, cebola caramelizada… Hum, já estou com água na boca!

INGREDIENTES

– 500g de fraldinha moída duas vezes.
– 1 0v0.
– 1 colher de chá de farinha de trigo.
– 1 colher de chá de sal refinado.

IMG_1947.JPG

MODO DE PREPARO: Em um recipiente, misturar todos os ingredientes com as mãos, até que fique uma massa homogênea. Após, começar a moldar os hambúrgueres: dividir a carne em quatro ou cinco porções (eu divido em quatro, pois gosto do hambúrguer bem alto e com o diâmetro correspondente ao do pão, mas se você quiser fazer menor, essa quantidade de carne rende até cinco hambúrgueres), fazer uma bolinha com cada porção, e ficar jogando uma por vez, de uma mão para a outra, para compactar a carne. Fazer isso durante alguns segundos, e depois dar o formato do hambúrguer. Esquentar bem uma frigideira antiaderente. Quando estiver bem quente, unte-la apenas untada com azeite, e grelhar os hambúrgueres por 4 a 8 minutos de cada lado, dependendo do ponto que você vai querer. Quando a carne já estiver quase no ponto desejado, colocar o queijo por cima, e tampar a frigideira, para que ele derreta. Deixar grelhar mais um pouco e transferi-los para um recipiente onde possam descansar por alguns minutos. Isso servirá para que o líquido que eles liberam geralmente escorra e não molhe o pão. Depois é só montar com os adicionais que você preferir, e saborear!

IMG_1949.JPG

DICAS

Ao grelhar o hambúrguer, coloco mais um pouco de sal moído na hora por cima.

Para os adicionais, gosto de usar  o queijo cheddar, ou o queijo prato, ou a mussarela, cebola caramelizada, bacon tostado, e claro, mostarda e ketchup. Já fiz uma versão também apenas com queijo brie e cebola caramelizada e ficou muito bom!

Aí embaixo vai um vídeo do passo a passo!

 

 

 

 

Chips de maçã no forno

Segunda-feira pra mim é dia de pensar no prejuízo do fim de semana. Fico pensando em quanto comi, em quanto bebi, e hoje confesso que me deu um pesinho, mesmo que de leve, na consciência. Aliás, ter um blog de gastronomia tem me trazido algumas surpresas… Uma delas diz respeito a alguns quilinhos a mais, e não estou falando só da consciência. hehehe… Foi matutando sobre essas coisas, que resolvi fazer um petisco super saudável e pouco calórico para o lanche da tarde: chips de maçã!
Nunca havia feito chips de maçã, geralmente compro aqueles de saquinho, mas hoje descobri que o caseiro não tem comparação com o que a gente compra pronto. Ele fica muito, mas muito mais saboroso, muito mais crocante, a gente pode temperar conforme a nossa preferência, e ainda por cima, enquanto está sendo feito, deixa um perfume delicioso pela casa. Veja como é fácil prepará-los.

Ingredientes

– Maçãs (a quantidade e o tipo que desejar).

– canela.

Modo de preparo: pré-aqueça o forno na menor temperatura possível, no meu caso, 160ºC. Enquanto o forno aquece, fatie as maçãs em fatias bem fininhas (eu utilizei aqueles cortadores/raladores). Nem precisei remover as sementes, cortei apenas as extremidades das maçãs, e conforme fui fatiando, as sementes foram saindo sozinhas. Forre uma forma com papel manteiga e disponha as fatias, sem sobrepor umas às outras. Polvilhe canela em pó e leve ao forno por 1h30min. Vire as fatias e volte ao forno por mais 30 minutos. Após esse tempo, desligue o forno mas deixe as maçãs descansando ainda por mais uns 15 minutos lá dentro. Depois é só saborear! 

Dicas

Como a temperatura varia de fogão para fogão, antes de apagar o forno, veja se as fatias já estão sequinhas. Se não estiverem, deixe mais um pouco.

Os meus chips temperei apenas com canela e achei que ficaram ótimos apenas com o adocicado natural da maçã, mas se quiser algo mais doce, tem algumas opções:

– Se não estiver com peso na consciência e puder comer algo mais gordinho, polvilhe açúcar junto com a canela. Fiz o teste em algumas fatias e ficam uma delícia!

– Se quiser algo mais doce mas não quiser aumentar as calorias dos chips, polvilhe adoçante culinário juntamente com a canela.

– Não fiz o teste, mas em algumas receitas que encontrei utilizaram  mel também para dar sabor. Deve ficar bom! Testarei da próxima vez!

Os chips duram bem até 3 dias se armazenados em recipientes com tampa ou em potes hermeticamente fechados.