Crepe de doce de leite

Existem coisas que não precisam de muito nhém nhém nhém para serem gostosas, né? Esse é o caso de um bom doce de leite! Às colheradas, puro, sozinho, ele já é uma delícia! Agora, imagine envolto por massa fininha de crepe… Imaginou? Então volte para a realidade e mãos à obra! É fácil e rápido, então porque passar vontade?
Essa massa é ótima, e também serve para panquecas salgadas. Rendem aproximadamente 15 crepes pequenos.

Ingredientes

PARA A MASSA

– 1 xícaras de chá de farinha de trigo.

– 2 ovos.

– 1 pitada de sal.

– 250ml de leite.

– 1 colher de chá rasa de óleo.

PARA O RECHEIO

– Um bom doce de leite.

Modo de preparo: peneire a farinha em uma tigela. Faça um buraco no centro e coloque os ovos inteiros e o sal. Bata com um batedor de arame e vá juntando o leite aos poucos. Adicione o óleo e continue a bater até ficar uma massa homogênea. Cubra e deixe descansar por 30 minutos. Após o descanso da massa, ela está pronta para ser usada.
Prepare os crepes em uma frigideira pequena ou média (de acordo com o tamanho que preferir) antiaderente. Leve a frigideira ao fogo alto. Segure o cabo da frigideira com uma mão e, com a outra, coloque uma concha pequena da massa. Gire rapidamente a frigideira, fazendo movimentos circulares, para que a massa cubra todo o fundo da frigideira. Atenção: a quantidade de massa deve ser pouca, para que o crepe fique fino e leve. Eu fiz com aproximadamente 2/3 da concha, mas isso vai depender do tamanho da frigideira. Deixe a frigideira sobre o fogo alto até que as bordas do crepe comecem a soltar. Vire o crepe com o auxílio de uma espátula e deixe dourar por 1 minuto. Repita o mesmo procedimento até acabar a massa.

Montagem: Coloque aproximadamente 2 colheres de chá de doce de leite na metade inferior do crepe. Em seguida, dobre o crepe ao meio e depois ao meio novamente (deverá ser dobrado em 4). Repita a operação com todos os crepes.

 Dicas

– Para a massa de crepe – que é mais fininha que a de panqueca – adicione 1 colher de água quente à receita.

– Acrescentei 2 gotinhas de essência de baunilha à massa e achei que funcionou super bem.

– Nem todo mundo gosta, mas eu adoro adicionar um pouquinho de raspa de laranja ao recheio de doce de leite, fica uma delicia!

– Uma bola de sorvete de creme ou baunilha também vai muito bem como acompanhamento.

– O doce de leite foi apenas sugestão, essa massa vai bem com uma infinidade de recheios: nutella com frutas, brigadeiro, creme de confeiteiro, goiabada com queijo, geléias, e o que mais a sua criatividade mandar.

Suflê de goiabada cascão com calda de requeijão

Nada como ganhar presente de quem conhece a gente melhor do que ninguém, né? Semana passada meu pai esteve em Minas Gerais a trabalho e na volta, trouxe umas coisinhas para mim: queijo canastra, goiabada cascão, e doce de leite Viçosa. Quase morri… É ou não é um presentaço?! Assim que recebi os “mimos”, comecei a pensar nas receitas que faria com aquelas delícias. Enquanto pensava, devorei metade do queijo, quase acabei com a goiabada, e o único que ficou intacto foi o doce de leite, que decidi manter fechado porque se abrisse, certeza que acabaria em menos de 1 hora. A metade que sobrou do queijo não sei se durará até eu descobrir um prato que seja digno de utilizá-lo… Com o doce de leite já decidi o que vou preparar, em breve vocês saberão! E com a goiabada, resolvi fazer esse suflê M A R A V I L H O S O que deixo hoje aqui. Acreditem, fica muuuito gostoso! A leveza das claras deixa a goiabada super suave, e o requeijão dá o equilíbrio perfeito! É fácil, vale a pena experimentar!

PARA O SUFLÊ

Ingredientes

– 1 1/2 xícara de chá de goiabada (300 g).

– 3 gemas.

– 6 claras.

– 2 colheres de sopa de açúcar.

Modo de preparo: preaqueça o forno a 180 ºC. Com um papel-toalha, unte com manteiga a lateral interna de cinco ramequins ou outra tigelinha refratária de borda alta, e polvilhe com açúcar cristal. Se preferir, use apenas um refratário grande de borda alta. Leve ao congelador. Na batedeira, coloque as gemas e o açúcar. Bata até obter um creme branco. Reserve. Coloque a goiabada num recipiente refratário para derreter em banho-maria. Para fazer o banho-maria, leve uma panelinha com um pouco de água ao fogo médio. Quando começar a ferver, abaixe o fogo e encaixe o recipiente refratário com a goiabada sobre a panela. A água não deve encostar no fundo da tigela, pois o calor do vapor é suficiente para derreter a goiabada. Mexa bem com uma espátula. Adicione a goiabada derretida ao creme de gemas. Mexa até a mistura ficar homogênea. Bata as claras em neve. O ponto não deve ser de clara muito firme, senão o suflê vai ressecar. Comece batendo em velocidade baixa e, quando espumar, aumente para média. Assim que as bolhas de ar próximas da parede da tigela sumirem e as claras ficarem marcadas pelo batedor, está pronto. Na tigela com o creme de goiabada, adicione 1/3 das claras em neve e misture bem. Incorpore o restante das claras e mexa delicadamente, fazendo movimentos de baixo para cima. Preencha o ramequim com a massa de suflê até escorrer. Nivele passando uma faca (com o corte para cima) para retirar o excesso. Passe a ponta do dedo polegar por toda a borda interna para retirar um pouquinho mais de massa – isso ajuda o suflê a crescer retinho. Leve ao forno preaquecido para assar por 15 minutos. Caso esteja usando um único recipiente grande, deixe assar por 30 a 35 minutos. Retire do forno e sirva imediatamente com a calda.

PARA A CALDA DE REQUEIJÃO

Ingredientes

– 1/2 pote de requeijão.

– 2 colheres de sopa de leite.

Modo de Preparo: Coloque os ingredientes numa panela pequena e leve ao fogo baixo para aquecer. Misture ligeiramente até obter um creme homogêneo. Retire a calda do fogo e sirva com o suflê de goiabada.

Dicas

Você pode fazer o suflê com qualquer goiabada. Eu utilizei a goiabada cascão por preferência.

A goiabada cascão é um pouco mais firme que as outras, e portanto, fica um pouco difícil de derreter em banho-maria. Eu levei alguns segundos ao microondas com duas colheres de sopa de água para que o processo ficasse um pouco mais rápido e fui mexendo até derreter por completo.