Cupcake natalino – chocolate com recheio de brigadeiro

E vamos lá à receita completa do cupcake natalino. No último post, expliquei o passo a passo da cobertura de buttercream, que se você perdeu pode ver aqui . A receita do recheio de brigadeiro, também já postei aqui no blog, a única diferença entre ele e o brigadeiro de enrolar, é o ponto. Nesse caso, como utilizaremos para recheio, é só levar ao microondas por apenas 5 minutos no lugar de 7 minutos. Hoje então irei passar para vocês a receita da massa básica de chocolate e a montagem.

INGREDIENTES

– 1 xícara de chocolate em pó 50% cacau
– 2 xícaras de açúcar.
– 3 xícaras de farinha de trigo.
– 2 ovos.
– 1 xícara de leite.
– 3/4 de xícara de óleo.
– 1 colher de sopa de fermento em pó.

Modo de preparo: misture todos os ingredientes secos em uma tigela e os líquidos em outra juntamente com os ovos. Vá adicionando os secos aos líquidos aos poucos, mexendo com uma colher de pau. Distribua a massa em forminhas para cupcakes e leve ao forno pré-aquecido a 180° por aproximadamente 15 minutos, ou até ficarem bem assados. Faça o teste do palito para verificar: espete um palito de dentes em um dos cupcakes, e quando sair limpo, está pronto!

MONTAGEM

Retire os cupcakes do forno e deixe esfriar. Quando estiverem frios, com o auxílio de uma faquinha de ponta, remova o meio de cada um, sem que chegue até o fundo. Deve-se fazer um círculo completo com a faca a 45º . Retire o miolinho do cupcake e reserve, pois iremos reutilizá-lo. Recheie o cupcake com o brigadeiro e em seguida coloque a miolinho de volta, como se fosse a tampa. Após todos recheados, podemos iniciar o trabalho com o buttercream. Para o cupcake natalino, eu utilizei o saco de confeitar com o bico 1M da Wilton. Comece fazendo movimento circular de fora (da borda) para dentro (meio) do cupcake, até fechar o “pinheirinho”. Decore com confeitos coloridos.

DICA 

Caso queira variar a decoração, utilizei também o bico 4B da Wilton, formando rosas e ficou assim.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Anúncios

Buttercream básico

E finalmente vou conseguir começar a postar a receita do cupcake natalino que havia prometido! Vida de grávida é uma loucura, tenho tentado manter o blog atualizado mas confesso que está sendo um pouco difícil. São muitos exames, muitas consultas, muitas coisas de enxoval para resolver, o projeto do quartinho que tem que ficar pronto, o projeto dos outros clientes que não podemos abandonar para pensar nos nossos, ufa! E quando finalmente temos um tempinho, o sono, o mal estar, o cansaço vêm e bate aquela vontaaade de não fazer nada… Mas hoje não, hoje nada vai me deter e vou começar passando a receita da cobertura mais tradicional de cupcake, o buttercream. Para quem acha que é complicado, pode parar, pois foi a primeira vez que fiz um cupcake na vida, e modéstia à parte, ficou bem bonitinho e saboroso! Então vamos lá!

INGREDIENTES

– 1 xícara de manteiga sem sal em temperatura ambiente.
– 2 xícaras de açúcar de confeiteiro peneirado.
– 2 colheres de sopa de leite em temperatura ambiente.
– 1 colher de chá de extrato de baunilha.
– 1 pitada de sal.

Modo de preparo: na batedeira em velocidade alta e usando o batedor de arame, bata a manteiga até ficar fofa. Vá juntando aos poucos o açúcar até ficar fofinho. Isso levará aproximadamente de 6 a 8 minutos. Junte o leite e a baunilha e bata até incorporá- los. Troque o batedor de arame da batedeira pela pá e bata por mais 5 minutos. Se não tiver o batedor de pá, assim como eu, é só substituir mexendo com um pão duro. Leve a geladeira por 5 minutos e empregue como desejado.

DICA

Para colorir, eu usei corante em gel. Vá adicionando aos pouquinhos e misturando até chegar no tom desejado. Para esse cupcake natalino eu utilizei o verde folha da marca Mix.

 

 

 

 

 

 

 

Rabanadas tradicionais

Chegamos ao último dia do ano de 2015! E além dos votos de um 2016 cheio de alegrias, inspirações, e sabores deliciosos, para fechar o ano com um dos pratos mais tradicionais dessa época, hoje deixo aqui uma receita de rabanada. Sabe, vou falar uma coisa para vocês, confesso que já tentei fazer rabanada de diversas formas: assada para ficar mais saudável, já usei açúcar cristal no lugar do refinado porque ouvi dizer que ficavam mais gostosas, e já tentei até usar brioche, para dar uma variada no sabor. Mas não existe nada como uma boa rabanada tradicional, macia e suculenta. A assada ficou super seca, a que usei açúcar cristal ficou com uma crosta muito crocante e densa demais, e a feita com brioche até que fica gostosa, mas não tem o gostinho da rabanada que meu avô costumava fazer pra gente no revéillon. Bom, depois de várias experiências, constatei que a melhor rabanada é aquela feita da forma mais simples mesmo, com pão francês amanhecido, açúcar refinado, e canela. Então aí vai a receita tradicional!

Ingredientes

– 3 pães franceses amanhecidos.
– 2 xícaras de chá de leite.
– 1/2 lata de leite condensado.
– 1 canela em pau.
– 1 colher de café de essência de baunilha.
– 1 colher de café de noz-moscada relada na hora.
– 3 ovos.
– o quanto baste de óleo para fritar.
– 1/2 xícara de chá de açúcar.
– 2 colheres de chá de canela em pó.

 

Modo de Preparo: em uma panela, misture o leite com o leite condensado, a canela em pó, a baunilha e a noz-moscada. Leve ao fogo, mexendo até ferver. Assim que ferver, desligar o fogo, deixar esfriar, e levar à geladeira por no mínimo duas horas, para apurar o sabor. Tirar da geladeira e passar para uma tigela, coando. Reserve. Corte os pães em fatias médias. Reserve. Em outra tigela, bata os ovos com um garfo até ficar uma mistura homogênea. Leve uma frigideira com óleo ao fogo para aquecer. Na tigela com o leite, coloque algumas fatias de pão e deixe de molho por alguns segundos. Em seguida, escorra o excesso do leite. Passe as fatias pelos ovos batidos e coloque imediatamente na frigideira. Deixe cada lado dourar por aproximadamente 2 minutos. Retire as rabanadas com uma escumadeira e transfira para um prato forrado com papel-toalha. Se o óleo ficar muito sujo, passe-o por uma peneira forrada com papel-toalha. Num prato fundo, misture o açúcar e a canela. Polvilhe as fatias com a mistura. Sirva a seguir.

Dicas

Eu gosto das rabanadas bem molhadinhas, então deixo o pão de molho por alguns segundos no leite. Se você prefere as rabanadas mais sequinhas, apenas molhe as fatias de pão no leite, passando logo em seguida no ovo.

Se fizer as rabanadas no dia anterior e mantê-las na geladeira durante a noite, elas ficarão mais úmidas e saborosas.