Bolinho de arroz do Ritz

O Ritz é um restaurante muito conhecido aqui em São Paulo. A primeira unidade foi inaugurada em 1981, na Alameda Franca, no bairro dos Jardins. Hoje ele tem mais outras duas unidades, mas a minha preferida continua sendo a mais antiga. No cardápio super variado, entre outras coisas, um dos hits do Ritz 😛 é o bolinho de arroz! E outro dia, pesquisando sobre bolinhos na internet, não é que achei a receita do famoso bolinho? Aproveitei então que a Carol, uma de minhas irmãs, veio passar o sábado aqui em casa nesse final de semana, testei a receita para petiscarmos, e aprovamos! Realmente fica muito parecido com os bolinhos do Ritz, super sequinhos e gostosos! Aí vai a receita para quem quiser conferir.

 

Ingredientes

– 4 xícaras de chá de arroz cozido.
– 4 ovos.
– 1/4 de xícara de chá de farinha de rosca.
– 1 xícara de chá queijo parmesão ralado.
– 1/2 colher de chá de fermento em pó.
– 1/2 xícara de chá de salsinha.
– 1/2 xícara de chá de cebolinha.
– 1/2 colher de chá de sal.
– 1/4 de colher de chá de pimenta-do-reino.
– óleo para fritar.

Modo de preparo: Misturar todos os ingredientes em uma tijela. Com o auxílio de duas colheres, formar os bolinhos e fritar em óleo quente. Servir em seguida.

 

Dicas

Como de costume, resolvi dar o meu toque à receita. Adicionei um pouco de pimenta-dedo-de-moça aos outros ingredientes achei que combinou muito bem. Carol também gostou!

O bolinho de arroz vai muito bem acompanhado de molho inglês.

Para que fique sequinho, o óleo tem que estar quente e a quantidade deve ser suficiente para que o bolinho fique totalmente imerso.

Geleia de pimenta

IMG_9155Posso dizer que não sou uma pessoa muito resistente à pimenta. Geralmente não me arrisco nas pimentas dos restaurantes baianos, indianos, tailandeses… Sempre peço os pratos que têm níveis mais baixos de “picância”. No entanto, aos poucos, estou me forçando a experimentar mais os temperos mais ardentes! E acho que estou progredindo, pois não me imaginaria a tempos atrás, comendo uma geleia de pimenta. E não é que hoje em dia eu adoro?! Bom, primeiro que ela é agridoce, picante e adocicada ao mesmo tempo, e eu amo esse contraste! Segundo que ela não é tão forte assim, pelo menos para o meu paladar atual. E terceiro que ela vai bem com tudo, com doces, com queijos, com carnes, ou até mesmo para comer com uma torradinha. Tem como não gostar?!

Rende aproximadamente 200g.

Ingredientes:

– 2 pimentas dedo-de-moça.

– 200ml de suco de laranja.

– 1 xícara de chá de açúcar.

– 1 maçã sem casca ralada.

– 1 dente de alho amassado.

– sal a gosto.

Modo de preparo: Cortar a pimenta dedo-de-moça ao meio e com a a ajuda de uma colherzinha de café ou faca, remover as sementes. Cortá-las em pequenos cubos. Em uma panela, juntar a pimenta picada com o suco de laranja, o açúcar, a maçã ralada, o alho e o sal. Misturar bem até diluir o açúcar. Levar para cozinhar em fogo baixo por aproximadamente 40 minutos, ou até ficar em ponto de geléia. Passe para um pote de vidro esterilizado e com tampa. Conservar em geladeira por no máximo 15 dias.

Dicas

Eu, que não sou muito resistente a pimenta, acho a ardência dessa receita bem leve. No entanto, se achar muito picante, pode acrescentar água ou mais suco de laranja. Se achar muito leve, pode carregar mais na pimenta ou até mesmo acrescentar algumas sementes à receita.

Pode ser utilizado qualquer tipo de maçã. Eu costumo usar a fuji.

Eu reutilizo potes de vidro para conservas e geleias feitas em casa. Porém, primeiro eles devem ser muito bem esterilizados. Para isso, leve bastante água para ferver numa panela grande; coloque o vidro e sua tampa na panela e deixe ferver por no mínimo 15 minutos. Após retirar o vidro da água quente, não coloque em nenhuma superfície muito gelada, pois o vidro pode estourar. Espere o pote esfriar para utilizá-lo.