Coulis de Frutas Vermelhas

Esse coulis de frutas vermelhas além de ser super fácil, é muito versátil! Vai bem como recheio de bolos, cobertura de sobremesas como sorvetes, cheesecakes, panacotas, combina perfeitamente com panquecas, iogurtes, waffles… É simples e rápido, vale a pena experimentar!

INGREDIENTES

– 200g de frutas vermelhas frescas (eu utilizei morangos, amoras e mirtilos)
– 40g de açúcar refinado
– 1 colher de sopa de suco de limão

MODO DE PREPARO: misturar todos os ingredientes em uma panela e levar ao fogo baixo para cozinhar. Cozinhar por aproximadamente 5 minutos, ou até que as frutas fiquem macias. Se quiser uma calda lisa e sem pedaços, bata com o mixer. Como eu queria um coulis rústico e pedaçudo, apenas amassei com um amassador (não espremedor) de batatas e mantive os pedaços das frutas. Use como sua criatividade mandar!

Berinjela recheada com ricota

Vamos começar a semana com um prato gostoso e leve? Pra mim, berinjela é bom de qualquer jeito, mas essa versão recheada é uma das minhas favoritas. Geralmente as receitas pedem para cozinhar a berinjela em água antes de  preparar o recheio. Na minha versão, levo para assar no forno, o que faz toda a diferença no sabor e na textura.

INGREDIENTES

– 1 Berinjela grande
– 1 tomate
– 1 xícara de ricota
– 1/4 de xícara de nozes picadas
– 1 colher de sopa de uva passa
– 1 dente de alho
– Tomilho a gosto
– azeite a gosto
– sal a gosto
– Queijo parmesão a gosto

MODO DE PREPARO: corte a berinjela ao meio no sentido do comprimento e deixe de molho em água com 1 colher de sopa de sal por aproximadamente 10 minutos. Isso faz com que tire o amargor. Enquanto isso, tire as sementes do tomate e corte em pedaços pequenos. Amasse a ricota com um garfo e misture ao tomate. Adicione o tomilho, as nozes picadas e as passas,  tempere com um pouco de sal e regue com azeite. Reserve. Escorra a berinjela e faça cortes cruzados na polpa (formando losangos). Descasque o alho, corte ao meio no sentido do comprimento e coloque as partes sobre cada metade da berinjela. Tempere com sal, pimenta do reino, regue com bastante azeite e leve ao forno a 230 graus por aproximadamente 35 minutos, ou até que fiquem douradas. Retire do forno e raspe a polpa com uma colher. Amasse o alho. Junte tudo com a mistura de tomate e ricota. Acerte o sal e a pimenta se necessário. Coloque a mistura dentro das cascas da berinjela. Cubra com parmesão ralado e leve ao forno para gratinar. Sirva em seguida.

Muffin vegano de cacau

Quer um muffin de cacau beeem fofinho, úmido e gostoso? Então essa é a receita! Além de tudo é vegano, não leva ovo nem leite. Ideal para quando bate aquela vontade repentina de comer um bolinho pois é bem rápido e fácil de fazer. Não precisa usar batedeira ou liqüidificador, dá para bater à mão com o batedor de arame.

INGREDIENTES

– 1 xícara de chá de farinha de trigo
– 1/2 xícara de chá de cacau em pó (usei 50%)
– 3/4 de xícara de chá de açúcar mascavo
– 1 colher de chá de bicarbonato de sódio
– 3/4 de xícara de água
– 1/3 de xícara de chá de óleo
– 3 colheres de chá de vinagre branco
– 1 pitada de sal

MODO DE PREPARO: Misture os ingredientes secos peneirados em uma vasilha (farinha de trigo, açúcar mascavo, cacau em pó, sal e bicarbonato). Em seguida, acrescente o óleo e vá colocando a água aos poucos, mexendo com o batedor de arame. Por último adicione o vinagre. Distribua a massa em forminhas de muffins untadas com manteiga sem sal e cacau em pó. Eu usei forminhas de empadinha cobertas com forminhas de papel. Nesse caso não precisa untar. Leve ao forno pré-aquecido a 180º por aproximadamente 25 minutos. Faça o teste do palito para ver se está pronto, pois o tempo dependerá do tipo de cada forno. Para finalizar, polvilhe cacau em pó sobre os bolinhos.

Bolo de tapioca (sem forno) ou Cuscuz de tapioca

Esse bolo de tapioca é uma das sobremesas mais práticas que você vai encontrar aqui no QTMDC. É também uma das mais gostosas e faz o maior sucesso! Chamam de bolo mas não é bem um bolo, porque é mais cremoso e úmido. Também não é pudim, pois não é tão lisinho e a consistência é diferente. Poderia dizer que está mais para um cuscuz doce, bem macio e molhadinho. É muito simples, você só precisa misturar tudo!

INGREDIENTES

– 2 1/2 xícaras de chá de tapioca granulada (não é a tapioca que usamos para fazer na frigideira. Essa é mais grossa)
– 1 litro de leite integral morno
– 1 vidro de leite de coco (200ml)
– 3 colheres de sopa de açúcar
– 3 colheres de sopa de coco ralado
– 1 lata de leite condensado
– manteiga sem sal para untar

MODO DE PREPARO: em um recipiente misturar a tapioca granulada e o leite morno e misturar bem. Esperar aproximadamente 6 minutos para que a tapioca absorva um pouco o leite, mexendo de 2 em 2 minutos. Em seguida, adicionar o restante dos ingredientes: leite de coco, açúcar, coco ralado e metade da lata de leite condensado. Misturar muito bem e despejar a mistura em uma forma com furo no meio untada com manteiga. Levar à geladeira por 1h30. Desenformar e colocar a metade que restou da lata de leite condensado sobre o bolo, como uma calda. Polvilhe um pouco de coco ralado por cima e sirva!

ASSISTA O VÍDEO DA RECEITA

Nhoque de banana-da-terra com couve e farofa de bacon

Já experimentou nhoque de banana-da terra? Delicioso, fácil, e para os celíacos é uma ótima opção pois é uma receita sem glúten.  Vale a pena experimentar!

A banana é uma fruta super versátil! É muito utilizada no preparo de doces, mas no Brasil também é muito usada em diversos pratos salgados, na maioria das vezes como acompanhamento: pode ser utilizada na farofa, pode ser usada para fazer purês, ou na versão à milanesa ou frita para acompanhar carnes ou peixes. No entanto, hoje a banana deixará de ser coadjuvante e atuará como personagem principal no “Quem tem medo de cozinha?”.

Nunca havia comido o nhoque de banana-da-terra antes. O que posso dizer, é  que tem um sabor bem peculiar, porque apesar de levar queijo na massa, ele fica realmente com bastante gosto de banana e levemente adocicado. Porém, a farofa de bacon que vai por cima e a couve que se mistura ao nhoque, fazem a combinação de sabores e texturas perfeitas para o prato. A crocância e o salgado do bacon fazem o complemento à maciez e ao adocicado do nhoque e a couve entra com a liga que faltava, já que essa versão do prato não leva molho. Uma delícia!

Ingredientes
– 2 bananas-da-terra.
– 3 fatias de bacon (aqueles comprados já fatiados).
– Couve manteiga cortada em tirinhas.
– 1/2 xícara de chá de amido de milho.
– 1/4 xícara de chá de água.
– 1/2 xícara de chá de queijo meia-cura ralado fino.
– 6 colheres de sopa de azeite.
– sal e pimenta-do-reino moída na hora a gosto

Modo de Preparo

Para a farofa de bacon: forrar um prato com duas camadas de papel-toalha. Distribuir as fatias de bacon sobre o papel, uma ao lado da outra, sem encostar. Cobrir com mais duas camadas de papel-toalha e leve ao micro-ondas por 2 minutos, em potência alta. Retire e verifique: se o bacon ainda não estiver dourado, leve para rodar por mais 30 segundos. Quando estiver frio, pique fininho com a faca ou soque no pilão, até formar uma farofa.

Para o nhoque: levar as bananas com casca ao forno pré-aquecido a 180ºC por 15 minutos, ou até que a casca fique bem escura e o interior macio.

Assim que as bananas esfriarem, corte cada uma ao meio e retire a polpa com uma colher. Transferir para uma panela média. Bater com o mixer, até formar um creme liso ou, se preferir, amasse com um garfo. Numa tigelinha, misturar o amido de milho com a água, até dissolver. Juntar ao creme de banana e levar ao fogo médio para cozinhar por cerca de 5 minutos, sem parar de mexer, até soltar do fundo. Temperar com sal e pimenta-do-reino, juntar o queijo e misturar bem. Transferir a massa pronta para uma tigela e deixar esfriar até conseguir manusear. Com as mãos, retirar uma porção e fazer rolinhos de cerca de 1 cm de diâmetro. Cortar essas cobrinhas na diagonal, a cada 2 cm, para formar os nhoques. Repetir com toda a massa.

Levar uma frigideira grande, de preferência antiaderente, ao fogo médio. Quando aquecer, regar com 2 colheres de sopa de azeite e juntar metade dos nhoques. Deixar dourar por cerca de 1 a 2 minutos de cada lado e transfira para um prato. Repetir com a massa restante.

Regar com mais 2 colheres de sopa de azeite e refogar a couve até amaciá-la. Temperar com sal e pimenta-do-reino a gosto. Voltar os nhoques para a frigideira, misturar com a couve e transferir para dois pratos. Salpique cada porção de nhoque com a farofinha de bacon crocante e sirva a seguir.

 Essa receita serve apenas 2 pessoas.

Dica

Na receita original, a couve é usada cortada em pedaços, e não tem tirinhas. Achei que, como o nhoque não leva molho, a couve ficaria melhor cortada em tiras finas para dar a liga, e fiz a minha adaptação. Achei mais prático também, pois já comprei a couve fatiada. No entanto, se quiser seguir a receita original, faça dessa forma: lave e seque as folhas de couve. Retire e despreze o talo central de cada folha. Rasgue com as mãos para formar pedaços médios, do tamanho de folhas de espinafre. O modo de preparo é igual ao que está descrito na receita acima.