Jesuíno Brilhante

Em uma casa simples no bairro de Pinheiros, zona oeste de São Paulo, fica o Jesuíno Brilhante. A proposta do restaurante é servir pratos típicos da culinária do Rio Grande do Norte, como se come lá! E eles cumprem com o objetivo. No cardápio: carne de sol preparada de várias formas – na chapa, na nata, em forma de paçoca e até de sanduíche, guisado, cuscuz nordestino, arroz de leite, feijão de corda, entre outras delícias. Bem diferente do que estamos acostumados a ver nos restaurantes típicos nordestinos, que geralmente oferecem comidas de outras regiões. Tudo é servido em pratos ou marmitinhas de alumínio, o que nos faz entrar ainda mais no clima e nos sentirmos como se estivéssemos em algum restaurante simples do sertão potiguar. Fomos de carne de sol na chapa acompanhada de macaxeira na manteiga, farofa d’água e queijo coalho (R$32, ressaltando que o prato custa R$27, mas, como adicionei o queijo coalho, foram acrescidos mais R$5), e de carne de sol na nata acompanhada de arroz de leite e cuscuz nordestino (R$24). Ambos os pratos muito bem preparados e gostosos. A carne na chapa estava bem macia e a carne na nata muito cremosa! De sobremesa, o quebra-queixo de coco queimado suuuper puxa-puxa. Saboreamos tudo ao som de Luiz Gonzaga – que eu amo – em um ambiente, que, apesar de reduzido, é muito agradável.

Jesuíno Brilhante
Rua Arruda Alvim, nº180 -Pinheiros
São Paulo – S.P.

MoDi Gastronomia

Pode dar dica de fim de semana na segunda-feira?! 😁

Não consegui postar no final de semana, me perdoem. Prometo que depois posto uma receita bem gostosa para compensar a minha falha!

Há algum tempo tinha vontade de conhecer o restaurante MoDi. Confesso que o desejo vinha mais da arquiteta do que da blogueira amante da gastronomia, pois certa vez assisti uma matéria sobre o restaurante  e sobre o  edifício em que ele se encontra e me encantei. Situado na rua Alagoas, no bairro de Higienópolis, de frente para a charmosíssima praça Buenos Aires, fica o Edifício Paquita. O prédio, erguido nos anos 40, é um dos mais belos exemplares de edifício modernista de São Paulo. No térreo do edifício, circundado pela bela fachada de vidro e em meio aos pilares que sustentam o pé-direito duplo de 6m, está o MoDi. Embora tenha me interessado primeiramente pelo edifício, posso dizer que me impressionei igualmente com o restaurante. Nesse ambiente belo e aconchegante, a casa aposta na simplicidade. Despojado e de inspiração italiana, o forte do restaurante são as massas, feitas na própria casa. Com preços bem abaixo da média que a maioria dos restaurantes da região, os pratos variam entre R$25,00 e R$33,00, e a opção mais cara do cardápio é a paleta de cordeiro com massa, que sai por R$44,00. Uma ótima opção é o bigoli in salsa (foto), a R$29,00. O fusilli ao ragu de linguiça picante – nem tão picante assim -, a R$26,00 também é delicioso. O couvert de R$ 5 traz focaccia caseira e capponata. As entradas vão de R$ 7,00, como a sopa fria de beterraba, a R$ 17,00, como o crocante filé à milanesa com tomate. A minha preferia é o ravióli de gema caipira na manteira de trufas, a R$ 13,00. Entre as sobremesas, o cannoli siciliano (R$11,00) é sempre uma boa pedida!

MoDi Gastronomia
Rua Alagoas, nº475 – Higienópolis
São Paulo – S.P.
https://www.facebook.com/ModiGastronomia