Legumes crus com queijo de iogurte

Olá seguidorxs do QTMDC! Mais uma vez peço desculpas por ter ficado tanto tempo sem postar por aqui. Passei por momentos difíceis recentemente, com a partida do Billy, meu companheiro de quatro patas. Billy era um cocker dourado lindo e glutão, que eu chamava de meu co-piloto na cozinha. Era só eu começar a preparar algo que lá estava ele, deitado no tapete da cozinha a me observar, e a esperar algum petisco. Billy tinha um coração enorme, maior ainda que as orelhas! Porém, a idade fez com que esse grande coraçãozinho fosse ficando fraco, até parar. Foi uma convivência linda e deliciosa de 15 anos, e tenho certeza que vocês podem imaginar o quanto ele está fazendo falta. E a falta, faz com que a gente perca um pouco a vontade de fazer as coisas, mesmo aquelas que a gente mais gosta. E foi por isso que me ausentei um pouco do blog. Mas dizem que o tempo cura tudo, e dessa forma, aos poucos, estou tentando voltar à minha rotina… Ou melhor, aos poucos estou tentando criar uma nova rotina sem ele, o que tem sido bem doloroso, mas sei que de uma forma ou de outra ele estará sempre comigo!
A receita de hoje é como o Billy, linda e alegre! Sempre gostei de fazer palitos de cenoura e pepinos com molhinhos como petiscos para recepções e festas, e quando vi essa opção de queijo de iogurte como acompanhamento para os legumes em um dos episódios do Cozinha Prática da Rita Lobo, adorei. É muito fácil, você só precisa fazer com antecedência, pois o soro tem que ficar drenando por no mínimo 8 horas.

PARA O QUEIJO DE IOGURTE

INGREDIENTES

– 4 potes de iogurte natural (170 g cada)
– 1 colher de chá de sal
– folhas de hortelã picadas a gosto
– orégano a gosto
– azeite a gosto
–  sal a gosto

MODO DE PREPARO: forre uma peneira com um pano de algodão fino e limpo e apoie sobre uma tigela funda – se a tigela for rasa, o soro drenado fica em contato com o iogurte. Pode ser papel toalha ou filtro de café descartável também, eu testei e deu certo! Numa tigela, misture o iogurte com o sal e transfira para a peneira forrada. Leve para a geladeira e deixe drenar por 8 a 12 horas – o iogurte vai liberar o soro aos poucos e ficar com a consistência de uma coalhada firme. Se necessário, durante a drenagem, descarte o líquido para evitar o contato do soro com o iogurte. Assim que estiver firme, retire da geladeira.
Para temperar com hortelã: numa tigela pequena, misture metade do queijo com a hortelã picada e 1 colher de sopa de azeite. Prove e acerte o sal. Regue com um fio de azeite e decore com folhas de hortelã.
Para temperar com orégano: numa tigela, coloque cerca de 3 colheres de sopa de azeite. Com o auxílio de 2 colheres de sobremesa, raspe e modele o queijo, formando bolinhas. Transfira para a tigela com azeite, tempere com orégano a gosto e regue com mais um fio de azeite.
Eu fiz em 3 versões,  com hortelã, com orégano e puro, apenas com azeite.
Conserve na geladeira, coberto com filme, por até 5 dias.

PARA OS LEGUMES

INGREDIENTES

– 1 cenoura média
– 1 pepino japonês
– 1 pimentão amarelo
– 4 rabanetes pequenos

MODO DE PREPARO: lave e seque a cenoura, o pepino, o pimentão amarelo e os rabanetes. Descasque, descarte as pontas e corte a cenoura ao meio, no sentido da largura. Corte cada metade em fatias e as fatias em tiras. Descarte as pontas e corte o pepino ao meio, no sentido do comprimento. Com uma colher de chá, raspe e descarte as sementes do pepino. Corte cada metade ao meio, no sentido da largura e fatie em tiras grossas. Corte o pimentão ao meio, no sentido do comprimento. Corte e descarte as pontas, sementes e a parte branca do pimentão. Fatie cada metade em tiras de cerca de 1 cm de espessura. Mantenha a casca e parte da rama dos rabanetes. Corte cada um em quartos. Numa travessa grande, disponha os legumes fatiados e sirva a seguir com o queijo de iogurte temperado.

 

 

Anúncios

Cogumelo paris recheado com cream cheese

Continuando na família dos cogumelos, começo a semana com uma receita que acabei de testar aqui em casa: cogumelos paris recheados com cream cheese. Além de possuir alto índice de concentração de proteínas, e por isso ser muito apreciado por vegetarianos, o cogumelo paris é riquíssimo em vitaminas e contém todos os complexos da vitamina B, trazendo vários benefícios à saúde. Possui também selênio, que atua na prevenção de problemas de tireóide e reforça o sistema imunológico. Além de tudo isso, essa receita é deliciosa, equilibrada, leve e fácil de preparar. É só misturar tudo e pronto! Vai bem como entrada ou como acompanhamento de carnes, por exemplo. Corre testar também!

Ingredientes

– 8 cogumelos-de-Paris (ou Portobello) graúdos.
– 200g de cream cheese.
– 10g de pimenta dedo-de-moça picada sem semente (aproximadamente 1 pimenta, grande).
– 10g de cebolinha brasileira picada.
– 15g de farinha de pão (bater duas fatias de pão de forma no liquidificador).
– Suco de meio limão.
– Sal a gosto.

Modo de preparo: limpe os cogumelos com papel toalha ou com uma pano limpo úmido para retirar a terra. Retire os talos e, com uma colher de chá, raspe os cogumelos removendo um pouco da parte preta, para poder recheá-los. Para o recheio, misture o cream cheese, a pimenta, o suco de limão, a cebolinha e sal a gosto. Recheie os cogumelos e coloque a farinha de pão por cima. Leve ao forno pré-aquecido para gratinar a 200°C por aproximadamente 30 minutos. Está pronto para servir!

Dica

Usei um pouco de queijo parmesão ralado sobre a farinha de pão para finalizar.

Lasanha de berinjela

 

Essa semana estou bem prática! Aliás, eu acho que todas as receitas que postei aqui no QTMDC até hoje, têm em comum a praticidade. Alguns pratos exigem um pouco mais de tempo, outros menos, mas todos são relativamente fáceis no preparo. A receita de hoje, além de prática é super saudável e é vegetariana, uma lasanha de berinjela! Ou seria uma lasanha de beringela? Bom, pelo que sei, as duas formas estão corretas, mas como eu teria que escolher uma delas para fazer essa postagem, me decidi por utilizar  a que dizem ser a mais corrente no Brasil, que é berinjela com “j”. Mas voltando à receita, para deixá-la ainda mais prática, utilizei molho de tomate pronto, um molho orgânico que comprei no Instituto Chão, na Vila Madalena. O molho é muito gostoso, pode usar sem medo, e o melhor é que é só colocar em uma panela para esquentar. No caso da lasanha, não é necessário nem isso, já que ela vai ao forno. É claro que um molho caseiro é inigualável, mas não é sempre que temos tempo para fazer, né? Nessa hora os molhos prontos são uma ótima opção!

Ingredientes

– 2 berinjelas grandes.

– 3 xícaras de molho de tomate pronto.

– 350g de mussarela light fatiada.

– 3/4 de xícara de parmesão ralado.

Modo de preparo: lave bem e seque as berinjelas. Em uma tábua, corte as pontas das berinjelas e descarte. Corte em fatias finas no sentido do comprimento. Se tiver aqueles raladores/fatiadores, fica bem mais fácil! É sempre bom descartar a primeira e a última fatias, pois são praticamente só a casca. Aqueça uma frigideira em fogo alto, regue com um fio de azeite, e grelhe as berinjelas por 1 a 2 minutos de cada lado, até que amoleçam um pouco. Repita o processo até o fim das berinjelas. Como o molho já está pronto, é só começar a montagem: em uma forma pequena (a que usei tem 25x30cm), coloque um pouco do molho no fundo e por cima disponha uma camada de berinjela, seguida por uma camada de molho e uma camada de mussarela. Após a camada de mussarela, comece novamente com a camada de  berinjela, seguida por uma camada de molho e outra de mussarela, e assim por diante. Finalize com uma camada de  molho, seguida por uma camada de mussarela e polvilhe com o parmesão ralado. Leve ao forno pré-aquecido a 200° por aproximadamente 40 minutos ou até que a lasanha esteja gratinada.