Brigadeiro de microondas com gergelim

img_5457Que tal dar um toque oriental ao bom e velho brigadeiro pra variar um pouco? É só substituir o granulado por gergelim. Fica uma delícia e a mistura de texturas fica incrível!
Acho que nunca passei a receita do meu brigadeiro aqui, né? Eu costumo fazer no microondas, que é bem mais prático e fica pronto rapidinho. Aí vai:

INGREDIENTES

– 1 lata de leite condensado.
– 4 colheres de chocolate em pó ou achocolatado.
– 1 colher de sopa de manteiga sem sal.
– 1 xícara de chá de gergelim (aproximadamente).

MODO DE PREPARO: em um refratário de vidro alto, misturar todos os ingredientes e levar ao microondas por 7 minutos na potência alta, mexendo de 2 em 2 minutos. Desligar e deixa esfriar. Enrolar e passar no gergelim.

img_5455

DICA

O refratário deve ser alto, pois quando levado ao microondas, a mistura do brigadeiro ferve e sobe.

 

Caldo de legumes caseiro

Esse caldo de legumes dá um sabor super especial a sopas, risotos e molhos, além de ser muito mais saudável e gostoso que os caldos industrializados. Acredite, é muito fácil de fazer, e para deixar tudo ainda mais prático, ele pode ser congelado!

INGREDIENTES

– 2 cenouras

– 2 talos de salsão (as folhas de 1)

– 1 cebola grande

– 2 l de água

– 2 folhas de louro

– 2 cravos-da-índia

– 5 grãos de pimenta-do-reino

MODO DE PREPARO: lave bem todos os legumes. Descasque a cebola e corte em quatro partes. Corte a cenoura em fatias grossas e o salsão, em pedaços de cerca de 5cm. Numa panela, junte os legumes, as folhas de salsão e os temperos. Adicione a água e leve ao fogo alto. Quando começar a ferver, abaixe o fogo e deixe cozinhar por 30 minutos. Desligue o fogo e, com uma peneira fina, coe o caldo. Conserve na geladeira por até 5 dias ou congele por 3 meses.

DICA

Se for congelar, para facilitar o uso posteriormente, use forminhas de gelo.

Dica do fim de semana: Jesuíno Brilhante

Em uma casa simples no bairro de Pinheiros, zona oeste de São Paulo, fica o Jesuíno Brilhante. A proposta do restaurante é servir pratos típicos da culinária do Rio Grande do Norte, como se come lá! E eles cumprem com o objetivo. No cardápio: carne de sol preparada de várias formas – na chapa, na nata, em forma de paçoca e até de sanduíche, guisado, cuscuz nordestino, arroz de leite, feijão de corda, entre outras delícias. Bem diferente do que estamos acostumados a ver nos restaurantes típicos nordestinos, que geralmente oferecem comidas de outras regiões. Tudo é servido em pratos ou marmitinhas de alumínio, o que nos faz entrar ainda mais no clima e nos sentirmos como se estivéssemos em algum restaurante simples do sertão potiguar. Fomos de carne de sol na chapa acompanhada de macaxeira na manteiga, farofa d’água e queijo coalho (R$32, ressaltando que o prato custa R$27, mas, como adicionei o queijo coalho, foram acrescidos mais R$5), e de carne de sol na nata acompanhada de arroz de leite e cuscuz nordestino (R$24). Ambos os pratos muito bem preparados e gostosos. A carne na chapa estava bem macia e a carne na nata muito cremosa! De sobremesa, o quebra-queixo de coco queimado suuuper puxa-puxa. Saboreamos tudo ao som de Luiz Gonzaga – que eu amo – em um ambiente, que, apesar de reduzido, é muito agradável.

Jesuíno Brilhante
Rua Arruda Alvim, nº180 -Pinheiros
São Paulo – S.P.